A Sociedade

Projeto

PROJETO (E)MOTION

Sinopse

Se a sociedade se visse ao espelho qual seria o seu reflexo? Emoções, a língua portuguesa e a globalização.

A Sociedade – Emoções, a língua portuguesa e a globalização.

Criação: Mário Santos

Coreografia:  Mário Santos

Cocriação: Ana Pinto, Beatriz Lourenço, Carolina Ferreira, Carolina Sendim, Catarina Marques, Daniela Gonçalves, Leonardo Viana, Marta Guimarães e Sofia Santos

Público: M/12 anos

Duração:  40 minutos

Música: Originais

Espaço: Adaptável para palco ou espaço exterior

MÁRIO SANTOS Nascido em Leiria em 1998, Mário Francisco Santos iniciou-se na dança em 2012. Ao longo do seu percurso, tem vindo a explorar as mais variadas áreas, tais como a dança contemporânea, Hip hop, Locking, Popping, Breakdance, New Style, House, Vogue, Wacking, Ragga, Dancehall e danças latinas. À formação em dança, soma ainda dois anos de contorção com a professora Natalia Natacha. Ingressou em 2018 na Escola Superior de Dança, sendo atualmente aluno de primeiro ano. Entre 2016 e 2018, fez parte da organização do Street Dance Awards, uma competição nacional de hip-hop com a participação de escolas de várias zonas de Portugal e com cerca de 400 participantes. Participou ainda em diversos workshops, com os professores Fábio Krayze, Tarik, Camron One Shot, Ukay, Rita Spider, Speedy, Renato Garcia, Vanessa Marina, e Bruno Abreu, entre outros.

O Projecto

O que compõe a sociedade, o que a define e o que faz com que evolua? A sociedade é a criação coreográfica de Mário Santos em cocriação com os intérpretes do projeto (E)MOTION. Se estamos a falar de sociedade não estamos a falar apenas de um individuo, mas sim de um conjuntos de indivíduos, rotinas diferentes, estilos de vida diferentes, movimentos diferentes, caminhos diferentes, escolhas diferentes e vidas diferentes, com apenas algo em comum: a dança. Quando falamos de sociedade, falamos de um conjunto de pessoas com características, estilos de vida ou escolhas politicas idênticas. Cada sociedade define o caminho a ser tomado ou seguido. Existem sociedades que preferem a democracia, outras vivem em regime de ditadura, ou vivem isoladas de aglomerados e se ligam à natureza e outras estabelecem e formam uma cidade. Tudo isto são “sociedades”. A Sociedade explora as emoções existentes nestas sociedades e as próprias emoções de cada um que a compõe.

É cada vez mais difícil fazer a separação das emoções, do que sentimos, criando uma mistura desagradável e insensível. Utilizam-se poemas e monólogos, breves e claros, com o objetivo de demonstrar a linguagem típica da sociedade Portuguesa – “escandalosa” , “de cu para cima” e “de cu para baixo”. Os intérpretes irão mover-se ao som de poemas, monólogos, palavras e expressões, declamados em palco. A globalização. A evolução das culturas populares, das rotinas e dos hábitos

Start typing and press Enter to search